segunda-feira, 21 de julho de 2008

Petkovic comanda virada atleticana sobre o Coritiba

Acabou o jejum de vitórias. Depois de seis partidas, o Atlético-MG voltou a vencer no Campeonato Brasileiro, derrotando o Coritiba, de virada, por 3 a 2, neste domingo, no Mineirão. O triunfo foi essencial para tirar o Galo da zona de rebaixamento e com 15 pontos a equipe se encontra na 16ª posição. Já o Coxa, que perdeu a oportunidade de se aproximar das equipes que sonham com a Libertadores, está com 17 pontos, em décimo lugar.

O pré-jogo contra o Coritiba mostrava um momento conturbado do Atlético. Antes da partida, centenas de pessoas fizeram uma manifestação do lado de fora do Mineirão, protestando contra a diretoria. A campanha "público zero" resultou na presença de apenas seis mil pagantes.

Mesmo atuando em casa, Alexandre Gallo escalou o alvinegro com quatro volantes e Petkovic (foto), recuperado de contusão, na reserva. Gedeon foi a surpresa e atuou ao lado de Serginho, Márcio Araújo e Renan. O ataque foi formado por Marques e pelo boliviano Castillo. Já o time de Dorival Júnior depositava as esperanças no atacante Keirrison e na habilidade de Carlinhos Paraíba, jogador que se espelha em Ronaldinho Gaúcho (e só).

O resultado da escalação com quatro volantes foram os dois gols do Coritiba em menos de 20 minutos. O primeiro aconteceu aos 9min, com Keirrison, de pênalti, e o segundo foi marcado aos 18 por César Prates, contra. Com o placar adverso, Alexandre Gallo não viu outra alternativa se não a de colocar Pet no lugar do burocrático Renan, que deixou o campo sob vaias.

A partir da entrada do sérvio, o panorama da partida mudou. Com muita categoria e criatividade, Pet foi decisivo na reação alvinegra. Logo no primeiro lance, aos 30min, ele fez o cruzamento para Gedeon diminuir o marcador. O Galo passou a exercer uma grande pressão, com o goleiro Vanderlei se destacando com grandes defesas. Mas aos 45min, Pet sofreu e converteu pênalti, igualando o marcador no Mineirão.

No segundo tempo, a pressão atleticana foi ainda maior, principalmente por causa da expulsão de Rubens Cardoso logo aos 5min em jogada imprudente com César Prates. Diante de tanta insistência e de chances desperdiçadas, o Atlético conseguiu o tento da virada aos 28min, com Eduardo, que entrara no lugar do zagueiro Vinícius. O atacante, após perder várias oportunidades, aproveitou bom passe de Castillo de cabeça e arrematou para as redes de Vanderlei.

De fato, a virada fez jus a equipe que procurou o gol a todo o momento e ao time que tem um jogador que pode fazer a diferença: Petkovic.Na próxima rodada, o Galo encara o Botafogo - algoz da Copa do Brasil dos últimos anos - quarta feira, no Engenhão. Já o Coritiba, que segue sem vencer fora de casa, encara o Ipatinga, no Couto Pereira.

Imagem: Rodrigo Clemente/ O Tempo


Luciano Dias

Um comentário:

Bruno Miranda disse...

O placar foi justo. O galo perdeu muitas chances. O Atlético é realmente o time da virada.
abraços