sábado, 23 de agosto de 2008

Pequim 2008: Boletim - 16º dia

"Agora é que são elas". As mulheres estão fazendo história em Pequim. Primeiro foi a judoca brasiliense Ketleyn Quadros, que conquistou o bronze no judô e garantiu a primeira medalha individual feminina para o Brasil em Olímpiadas. Na última sexta-feira, Maurren Maggi conquistou a inédita medalha de ouro de uma mulher, individual, para o país, no salto em distância. E neste sábado, a seleção feminina de vôlei afastou todos os fantasmas e logrou pela primeira vez a medalha de ouro. Quem também brilhou neste 16º dia foi Natália Falavigna, que levou o bronze do taekwondo. Com os triunfos, o Brasil se igualou a Atlantas'96 com 15 medalhas conquistadas.

Confira o desempenho brasileiro em mais um dia de competições:

Mountain bike
feminino - A brasileira Jaqueline Mourão encerrou a sua segunda participação olímpica apenas na 19ª colocação. O ouro ficou com a Alemã Sabine Spitz, com o tempo de 1h45min11, que não sofreu ameaças durante a prova.
masculino - Assim como Jaque Mourão, Rubens Donizete, o Rubinho, não foi bem e terminou a prova do em Pequim na 21ª colocação.

Taekwondo
Natália Falavigna garantiu a oitava medalha de bronze do Brasil nos Jogos Olímpicos de Pequim. A paranaense acabou derrotada nas semifinais da categoria até 67 kg do taekwondo, mas se reabilitou na repescagem e conquistou o terceiro lugar da disputa.

Vôlei feminino
"Depois de tanto sacrifício, de tanto sofrimento, eu tenho certeza de que alguma coisa boa está reservada para a gente". Pouco mais de um ano atrás, foi desta forma que a levantadora Fofão encerrou uma das inúmeras entrevistas na qual tentava explicar outra incrível derrota em uma decisão, no caso a perda da medalha de ouro para Cuba em casa, nos Jogos Pan-Americanos. Pois neste sábado, na China, a recompensa chegou: com uma vitória sobre os Estados Unidos por 3 sets a 1, parciais de 25/15, 18/25, 25/13 e 25/21, o Brasil, da capitã Fofão, conquistou um inédito ouro olímpico. O feito, histórico, foi a última aparição da levantadora com a camisa verde-amarela, a qual veste há nada menos que 18 anos. Uma despedida de gala, com grande atuação da atleta que teve a tranquilidade de passar boa parte de sua carreira no banco de Fernanda Venturini.

Veja o quadro de medalhas:
Atualizado às 16 horas (horário de Brasília)
Imagem: Koji Sasahara/AP
Tabela: Globo


Luciano Dias