sexta-feira, 17 de outubro de 2008

Objetivos opostos no clássico das gerais

Coluna Luciano Dias - Memória e calculadora esportiva

“Clássico é clássico e vice-versa”. A frase do atacante Jardel, ex-Grêmio e atualmente no Criciúma, faz referência às dificuldades para se fazer prognósticos em clássicos. Domingo, 19, é dia de mais um Atlético e Cruzeiro, no Mineirão - duelo válido pela 30ª rodada do Brasileirão.

O momento cruzeirense no campeonato é melhor. No Nacional, a equipe ocupa a terceira colocação e sonha ainda com o título da competição. Já o Galo, está em 12° lugar há oito rodadas. Além disso, o alvinegro tem dois tabus para serem quebrados. O time não vence o rival há sete confrontos (seis vitórias celeste e um empate). O último triunfo aconteceu no primeiro jogo da final do Estadual do ano passado: 4 a 0 com esbanjo.

Pelo Brasileiro, o Atlético não derrota o Cruzeiro há quatro anos. A última vitória aconteceu no dia 23 de outubro de 2004. E também foi de goleada: 3 a 0. Gols do articulador Rodrigo Fabri, do lateral-esquerdo Rubens Cardoso e do prata da casa Juninho.

As duas equipes fizeram campanhas pífias no campeonato daquele ano. O Galo escapou do rebaixamento apenas na última rodada, quando derrotou o São Caetano por 3 a 0, no Mineirão. A Raposa também decepcionou e ficou na modesta 13ª posição.

O meia Wagner, do Cruzeiro, é o único remanescente entre as duas equipes. A equipe estrelada tinha um bom time no papel (só no papel). Edu Dracena, Sorín, Maldonado, Jussiê e Fred faziam parte do clube. O comandante era Marco Aurélio. Já o Galo contava em seu elenco com o polêmico goleiro Danrlei e com o atual vice-artilheiro do Brasileirão, Alex Mineiro. O técnico era Mário Sérgio.

Galo leva vantagem nos números

Se o momento do Cruzeiro é melhor no campeonato, os dados do confronto são a favoráveis ao Atlético. Foram disputados 439 clássicos, sendo 174 vitórias do Galo, 147 da Raposa e 118 empates.

Pelo Campeonato Brasileiro, os números são mais equilibrados. O alvinegro venceu em 15 oportunidades, o time celeste em 12 e ocorreram 15 empates. Em compensação, no Mineirão, a vantagem é azul. São 76 vitórias do Cruzeiro, 70 empates e 71 vitórias do Atlético.

4 comentários:

Acréscimos - Ano II disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
fábio disse...

Vai ser mais uma goleada azul...hehe...

abraços

Anderson Siqueira disse...

É! Os números não mentem. O Atlético tem mais vitórias em geral, mas o tabu é celeste. Portanto ampliaremos ele neste domingo. 2 a 0 para o Cruzeiro.

Anônimo disse...

facil.. 3 a 0 Cruzeiro