sábado, 11 de outubro de 2008

Massa larga em quinto e Hamilton segue favorito

Coluna Pedro Rotterdan - Pole Position

Com sete pontos de vantagem para o segundo colocado, o inglês Lewis Hamilton (foto) vai largar na pole position no GP do Japão. Ele fez uma excelente volta e colocou 0s429 sobre Felipe Massa, que larga apenas em quinto lugar. O finlandês Raikkonen, companheiro de Massa na Ferrari, vai sair na segunda colocação e pode ajudar seu parceiro atrapalhando a largada do inglês. Kovalainen sai em terceiro, seguido por Fernando Alonso.

Os outros dois brasileiros da F1, mais uma vez não se saíram bem: Barrichello larga em 17º e Nelsinho Piquet em 12º.

Como vai largar em quinto, Massa terá que arriscar logo na largada para não deixar seu rival com muita vantagem. Felipe disse à imprensa inglesa que a primeira curva é bem parecida com a da Hungria. Assim ele pretende começar a prova da mesma maneira de Hungaroring. Caso largue bem, o brasileiro poderá abrir caminho para marcar pontos importantes no campeonato e seguir com chance de títulos.

O Circuito

O circuito de Fuji está localizado no meio de um deserto, a 150km de Tókio e 300km de Nagoya. Nele serão corridos 67 voltas, totalizando 305.72 Km. O último vencedor foi o inglês Hamilton. O maior vencedor da prova, com seis vitórias, é Michael Schumacher. O alemão triunfou em 1995, 1997, 2000-2002, 2004.

Últimas da F1

O GP do Canadá, disputado desde 1967, está fora do calendário da próxima temporada. A nova disputa será em Abu Dhabi, nos Emirados Árabes. A América do Norte fica agora sem corridas de F1. Com a mudança, a prova de Interlagos agora vai ser a penúltima da temporada, no dia 1º de novembro.

Enquanto isso, nos bastidores só se observa especulações. As negociações dos pilotos com as equipes já começaram. A BMW descartou de vez a possibilidade de contratar Fernando Alonso, isso porque a equipe confirmou a permanência da dupla Heidfeld e Kubica. Já o brasileiro Barrichello admitiu pela primeira vez que pode parar. Ele corre pela Honda, que anunciou interesse em contrar Bruno Senna. Rubinho polemizou o assunto: "se o Bruninho vier para a Honda ele vai se queimar".


Imagem: Agência/ EFE

Um comentário:

Anderson Siqueira disse...

É... complicou pro Brasil este ano.