domingo, 7 de dezembro de 2008

Salve o Tricolor Paulista...

São Paulo vence no Distrito Federal e conquista o hexacampeonato do Brasileirão

Fim de linha para o melhor Campeonato Brasileiro da "era dos pontos corridos". A última rodada foi marcada por 90 minutos de muita emoção, seja na briga pelo título, para conquistar uma vaga na Libertadores ou para fugir do rebaixamento.

Começando pelo topo, o São Paulo confirmou o favoritismo e conquistou o hexacampeonato - sendo os três últimos de maneira consecutiva. Após semana de tensão e em meio a diversas polêmicas, a equipe de Muricy Ramalho derrotou o Goiás por 1 a 0, no estádio Bezerrão, no Distrito Federal. O único time que poderia estragar o chopp são-paulino era o Grêmio, que até que fez a sua parte ao derrotar o Atlético-MG por 2 a 0, no Olímpico, mas teve que se contentar com o segundo lugar.

Na briga pela Libertadores, três equipes disputavam duas vagas: Palmeiras, Cruzeiro e Flamengo. Apenas o time celeste venceu, ou melhor, goleou a rebaixada Portuguesa por 4 a 1, no Mineirão, e terminou em terceiro lugar. No Palestra Itália, o Palmeiras perdeu para o Botafogo por 1 a 0. Mesmo com o revés, o Verdão garantiu o quarto lugar, já que, na Arena da Baixada, o Flamengo foi derrotado pelo desesperado Atlético-PR por 5 a 3.

Como prêmio, o Furacão ainda garantiu uma vaga na Copa Sul-Americana. Outra equipe que conseguiu vaga nesta competição foi o Fluminense, que apenas empatou com o rebaixado Ipatinga em 1 a 1, no Maracanã.

Mas, a grande emoção da rodada de encerramento ficou na fuga da zona da degola. E ilustrando o texto Os Grandes também caem, feito no dia 23 de outubro, o Vasco foi a mais nova vítima do rebaixamento. A equipe cruzmaltina precisava vencer o Vitória e torcer por uma combinação de resultados. Nem a sua parte o Vasco fez em casa. Perdeu por 2 a 0 para o time baiano. Foi uma comoção em São Januário. Choro por todo lado, principalmente do atacante Edmundo, que se despediu do futebol de maneira melancólica.

Quem também se junta a Ipatinga, Portuguesa e Vasco na Segundona é o Figueirense. O time catarinense derrotou o Inter por 3 a 1, no Orlando Scarpelli, mas não se safou, já que o Náutico arrancou um empate em zero, contra o Santos, na Vila Belmiro. O Figueira foi rebaixado por causa do saldo de gols - 14 tentos de diferença.

Ah, a última rodada teve também Sport e Coritiba, na Ilha do Retiro. As duas equipes não tinham nenhuma pretensão no campeonato, pois os pernambucanos já estavam garantidos na Libertadores enquanto os paranaenses já tinham vaga na Sul-Americana. Mesmo assim, os dois times protagonizaram uma grande partida. Placar: 4 a 3 para o Sport.

Confira como ficou a classificação do Campeonato Brasileiro:
tabela: uol
Atlético-PR e Fluminense garantiram vaga na Copa Sul-Americana, já que o Sport participará da Libertadores em 2009, e o Internacional entrará no torneio como atual campeão.

A conquista são-paulina é merecida. Mesmo com um primeiro turno irregular, a equipe mostrou um sprint final impressionante. Foram 18 jogos sem perder. Um tricampeonato que demonstra uma hegemonia no futebol brasileiro jamais vista.

O destaque negativo vai para o Vasco, rebaixado pela primeira vez para a segunda divisão do Campeonato Brasileiro.

Em suma, o título são-paulino e o desastre vascaíno refletem em uma conclusão: organização não só vence jogo, como também conquista tricampeonato. Parabéns São Paulo!


Luciano Dias

2 comentários:

fábio disse...

O são paulo mereceu ganhar.
O cruzeiro não tinha elenco para ser campeão e a libertadores tá de bom tamanho. já o galo não merece comentários

Saulo disse...

Mais uma vez a organização do São Paulo dando exemplo para os outros clubes do Brasil.