domingo, 9 de novembro de 2008

Tá decido?

O melhor Campeonato Brasileiro da era dos pontos corridos está deixando os torcedores atordoados. Fazer prognósticos de quem vai ser campeão continua muito difícil. Tudo bem que o São Paulo mostra a sua experiência peculiar na reta final. Mas os concorrentes não deixa o Tricolor paulista disparar.

Na 34ª rodada, o líder São Paulo, que busca o tri-campeonato, venceu a desesperada Portuguesa (18º) no Canindé por 3 a 2, com o gol da vitória saindo apenas aos 43min. O segundo colocado é o Grêmio. O Tricolor dos Pampas surpreendeu o Palmeiras (4º) em pleno Palestra Itália com um gol espírita de Tcheco. O Cruzeiro (3º) se manteve na briga com o triunfo por 1 a 0 sobre o Fluminense (16º), no Mineirão. Não se esquecendo do Flamengo (5º), que também venceu com o placar mínimo. O Rubro-Negro levou a melhor no clássico contra o Botafogo (8º), disputado no Maracanã.

A rodada foi fechada com outros seis jogos, que envolveram, principalmente, a briga contra o rebaixamento. Em São Januário, o Vasco (15º) venceu o Santos (13º) por 1 a 0 e manteve as esperanças de continuar na primeira divisão. Em Florianópolis, o Figueirense (19º) fez jus a péssima fase e perdeu mais uma, desta vez por 2 a 0 para o ascendente, mas também sufocado, Atlético-PR (14º). O placar mais repetido voltou à tona no Barradão, onde o Galo (12º) surpreendeu o Vitória (10º) e também venceu por 1 a 0.

O Ipatinga (20º) praticamente deu adeus a Série A. O desanimado Tigre sofreu uma goleada do Inter (6º) por 4 a 0. Teve ainda o 0 a 0 entre Coritiba (7º) e Náutico, que empurrou o Timbu para a zona de rebaixamento. Não se esquecendo do duelo sem importância da Ilha do Retiro. O Sport (11º), já classificado para a Libertadores, venceu por 2 a 1 o Goiás (9º), equipe já qualificada na Sul-Americana e sem chances de ir para a Libertadores.

Voltando a falar do G-5, várias conclusões podem ser feitas. A regularidade do São Paulo, principalmente no segundo turno, está fazendo a diferença. O mesmo não se pode dizer dos concorrentes, que tropeçam em partidas bobas. O Tricolor paulista, marcado nos últimos anos por uma boa estrutura defensiva, nesta competição mostra também um destacado poderio ofensivo. O time tem o melhor ataque com 59 tentos, e com um detalhe: os gols são bem divididos. O principal artilheiro, Hugo, marcou 12 vezes, nove a menos que Kléber Pereira.

Mas em segundo está o Grêmio, equipe que busca forças quando parece estar morto. Tem também o Cruzeiro, time com mais vitórias na competição, e que pode levar vantagem se estiver empatado com algum concorrente no número de pontos, já que o primeiro critério de desempate é o número de triunfos. Não se pode descartar Palmeiras e Flamengo, mesmo Luxemburgo declarando que a sua equipe não briga mais pelo título.

E aí? O campeonato tá decidido? Arrisca algum palpite? Eu prefiro anular o meu voto.

Luciano Dias

2 comentários:

bruno miranda disse...

dá São Paulo.O cruzeiro nem libertadores pega.

Saulo disse...

É verdade mesmo. Não tem como dizer quem será o campeão. Ainda anda muito indefinido e só vamos conhecer o campeão na última rodada.
Mas, o São Paulo tem grandes chances para ganhar o título.