quinta-feira, 25 de junho de 2009

A Zebra tá solta

Coluna Luciano Dias - Memória e calculadora esportiva

Quem nunca ouviu os saturados jargões: "no futebol não existe mais bobo" ou "o futebol é uma caixinha de surpresas"? Já são praticamente comuns no esporte e parecem sempre se encaixar perfeitamente nos debates futebolísticos. E quem nunca ouviu falar em Zebra? Ela está sempre presente no futebol.

Nesta Quarta-feira, foi a Espanha, invicta há 35 jogos, quem foi surpreendida pelo “simpático” animal. E quem estava fantasiado de Zebra era a seleção dos EUA. Pela Copa das Confederações, os norte-americanos, que se classificaram incrivelmente para as semifinais, derrotaram a Fúria por 2 a 0 e está na final da competição. E a Copa das Confederações vem realmente mostrando que é produtora de zebras. Na primeira fase, a poderosa Itália perdeu para o Egito por 1 a 0.

O termo Zebra é utilizado no futebol quando um time considerado inferior vence. A origem do termo vêm do “jogo do bicho”, que contém vinte e cinco animais e ganha aquele que acertar o animal que é sorteado. A zebra não faz parte dos animais participantes, logo é impossível sortea-la no jogo, daí surgiu o termo que começou a ser utlizado quando ninguem acertava o animal sorteado e todos gritavam “xiii, deu zebra".

Torneios como Copas privilegiam esse tipo de acontecimento exatamente por serem decididos em dois jogos apenas, o que possibilita que um time consiga um bom resultado em casa e se retranque ou consiga um golzinho na casa do adversário e elimine o oponente. Zebras são fatos que dificilmente acontecerão em torneios de pontos corridos, já que o planejamento e o elenco contam mais do que uma boa atuação em casa em um jogo isolado.

A revista Mundo Estranho fez um ranking de zebras entre seleções. Confira as 10 citadas:

1 - EUA 1x0 Inglaterra, Copa de 1950
2 - Coreia do Norte 1x0 Itália, Copa de 1966
3 - Camarões 1x0 Argentina, Copa de 1990
4 - Japão 1x0 Brasil, Jogos Olímpicos de 1996
5 - Alemanha Ocidental 3x2 Hungria, final da Copa de 1954
6 - Grécia 1x0 Portugal , final da Euro 2004
7 - Honduras 2x0 Brasil, Copa América de 2001
8 - Senegal 1x0 França, Copa de 2002
9 - Coreia do Sul 2x1 Itália, Copa de 2002
10 - Iraque 4x2 Portugal, Jogos Olímpicos de 2004

A Copa do Brasil talvez seja dentre todos os torneios do mundo o que mais privilegia a famosa e tão conhecida no meio do futebol. Veja alguns (apenas alguns) exemplos:

Criciúma (1991): O time, então treinado por Luis Felipe Scolari, foi campeão do torneio em cima do Grêmio.

CSA (1992): O clube alagoano elimina o Vasco

Santa Cruz (1997): Os pernambucanos eliminaram o então atual campeão Cruzeiro na segunda fase.

Juventude (1999): O time de Caxias do Sul cala os botafoguenses em pleno Maracanã e conquista o torneio.

ASA de Arapiraca (2002): Considerado por muitos a maior zebra de todos os tempos na Copa do Brasil. O time eliminou o Palmeiras em pleno Palestra Itália.

XV de Novembro (2004): O time gaúcho goleou, por 3 a 0, o Vasco, no Rio de Janeiro. O XV era comandado por Mano Meneses e no meio-campo a equipe contava com o futebol de Perdigão.

Santo André (2004): “Maracanazo”. O time da Grande São Paulo cala os flamenguistas e leva a Copa do Brasil.

Baraúnas (2005): Sim, o Vasco da Gama novamente. Alguém se lembra do Cícero Ramalho? O quarentão acima do peso que calou São Januário na vitória do time potiguar por 3 a 0.

Paulista (2005): O time do interior paulista eliminou grandes clubes, como Inter e Cruzeiro, antes de derrotar o Fluminense na final e decretar mais uma zebra na Copa do Brasil.

Ipatinga (2007): o fenômeno mineiro, então comandado por Ney Franco, eliminou Palmeiras e Botafogo. Por pouco não chegou à final do torneio.

CSA (2009): Mais um alagoano. O time elimina o Santos da Copa do Brasil dentro da Vila Belmiro.

3 comentários:

Vinicius Grissi disse...

A "zebra" faz parte e torna o futebol ainda mais interessante. É bom ver resultados imprevisíveis acontecerem. Deixa o jogo sempre emocionante.

Paulo Henrique Marques disse...

Se a Seleção não segurar a onda, a zebra continuará atuando ainda nesta Copa da Confederações. E só para aproveitar, no brasileirão desse ano a liderança continua com uma zebra e tanto.

Bruno Miranda disse...

O Brasil foi bem vacinado